Voto Consciente!

As eleições municipais deste ano serão no dia 7 de outubro, podendo haver segundo turno no dia 28 em algumas cidades do país.

É importante que você, eleitor, conheça bem os candidatos e escolha o melhor prefeito e vereador para o seu município. Vote de forma consciente e garanta um futuro melhor para as próximas gerações. Para isso, confira algumas dicas importantes:

  • Ficha Limpa

É uma lei de iniciativa popular que torna mais rigorosa a candidatura de políticos condenados pela justiça. Por isso, acompanhe os noticiários para saber se o seu candidato está envolvido em esquemas de corrupção. No site http://divulgacand2012.tse.jus.br, por exemplo, é possível ver os candidatos destas eleições e verificar se a candidatura deles foi deferida ou não.

  • Não se iluda

Não é porque o candidato tem um nome engraçado, se veste legal ou é bonitinho que você deve votar nele. Veja o que ele fez – ou se propõe a fazer – pelo povo.

  • Assista aos debates

Esta é a chance de você avaliar o candidato. É uma entrevista de emprego na qual você é o patrão. Ouça as propostas e perceba se elas têm fundamento.

  • Avalie as propostas

Diferencie propostas e promessas. As propostas têm objetivo e se aplicam a uma área específica. ‘Buscar uma sociedade mais justa’ ou ‘acabar com a miséria’ são promessas vagas e subjetivas.

  • Pesquisas

Não se iluda pelas pesquisas e não vote no candidato que a ‘maioria quer’. Não abra mão de seu candidato por causa das pesquisas.

  • Pós-eleição

Não ‘abandone’ o seu candidato depois das eleições. Procure saber o que ele está fazendo e se está cumprindo o que foi proposto.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Brasil

Esperança através da Arte

Balé formado por crianças que moravam no Pinheirinho

Balé formado por crianças que moravam no Pinheirinho

A bailarina Kryscilan Baccarin foi destaque da imprensa do Vale do Paraíba nos últimos dias, devido ao trabalho voluntário que realiza com um grupo de meninas, ex-moradoras do Pinheirinho, em São José dos Campos.

O jornal “O Vale” inicia a matéria dizendo que “a esperança voltou a brilhar para um grupo de meninas”. Diz ainda que “graças a uma atitude voluntária, elas se apresentam dentro da programação do 23º Festidança”. Para mais detalhes desta matéria, clique aqui e confira o site do jornal.

A afiliada da Rede Globo na região, a TV Vanguarda, através da reportagem de Karen Schmidt, reforçou que o trabalho de dança-terapia que a bailarina desenvolve, visa “devolver a auto-estima às meninas”. No final da reportagem, o jornalista Carlos Abranches parabeniza o grupo pela vitória. Assista ao vídeo clicando aqui.

Na segunda quinzena de junho de 2012, o grupo é novamente convidado pela TV Vanguarda para uma nova matéria. Dessa vez, a emoção toma conta de uma das dançarinas no programa Vanguarda Mix. Assista aqui.

Kryscilan Baccarin, 31, é bailarina profissional há 10 anos. Iniciou a carreira artística dançando sapateado aos 8 anos de idade. Ela é neta de Alcides Baccarin e sobrinha do ator, diretor de teatro e teatrólogo brasileiro, Amir Haddad. Haddad, inclusive, fundou em 1980 o grupo “Tá na Rua”, que desenvolve uma pesquisa de linguagem própria para apresentações nas ruas cariocas.

A bailarina é prima da atriz Morena Baccarin, que ficou conhecida pelo papel de Inara Serra na série de televisão Firefly e no papel de Anna na série V – Visitors (V – Visitantes, no SBT). É sobrinha dos jornalistas Fernando Baccarin, Rede Record; Jorge Baccarin, Rádio Manchete; Guilherme Haddad, Grupo Talk Radio; e do locutor e radialista Tony Lima.

1 Comentário

Filed under Brasil, Cotidiano

O #VejaComMEDO

Deixe um comentário

Filed under Brasil, Cotidiano

Enfim, jornalistas! – Parabéns, focas!

A minha história com a comunicação e com o jornalismo começou há tempos.

Turma de JornalismoA lembrança mais remota que tenho é a de 1986, quando tinha 7 anos. Consigo me ver sentado no chão do quarto na hora do almoço. Tinha preciosos 15 minutos para noticiar e anunciar as músicas que minha irmã iria colocar na vitrola (estéreo, diga-se de passagem). Enquanto as canções tocavam, eu e a Kryscilan conversávamos nos “bastidores” para não errar e nem perder o “pique” do programa. Nessa época meu pai e meu tio trabalhavam na Rádio Metropolitana… talvez a inspiração tenha vindo daí.

Em 1990, aos 11 anos, no Colégio Instituto São José, resolvi escrever um livro e mostrei o “draft” à professora de português. A mestra certificou-se de ler e corrigir alguns pontos, mas o que valeu mesmo foi o incentivo.

Como gostava e lia muitas histórias em quadrinhos, naquele mesmo ano, resolvi produzir meus próprios gibis (apesar de não ser bom desenhista, rs). Os gibis envolviam parentes e amigos que se tornavam super-heróis em histórias pra lá de criativas. Se não me falha a memória, esse período foi até 1993. Nesse mesmo ano, apresentamos um trabalho no formato de telejornal, na sala de aula, que nos rendeu um 10 com louvor e aplausos dos colegas de classe.

No ano seguinte, no colégio Olavo Bilac, um aluno do 2º ano chamado Thompson e eu fundamos o jornal do colégio. Lembro que perdia várias aulas pesquisando na biblioteca e escrevendo matérias para o periódico. A melhor reportagem que fiz foi sobre a história da escola, com diversas pesquisas e entrevistas (nem mesmo os diretores sabiam dos fatos ao certo). Bom, era eu “escrevendo” a história (que ficou muito boa por sinal) mas, como tudo tem seu preço, fiquei de recuperação devido às ausências nas aulas, mas não cheguei a ser reprovado… ufa!

Convencido pelos meus pais, em 1997 entrei para a faculdade de direito. Na época, não sabia o que fazer (como não???) e minha mãe dizia que era o direito que dava dinheiro. Naquele ano gravei um vídeo, uma reportagem em inglês sobre São José dos Campos, e enviei a fita de 8 mm para a família que havia me hospedado nos EUA entre 1995 e 1996 no programa de intercâmbio. No ano seguinte, entrei para a Rádio Resgate, onde fiquei por um ano como locutor (voluntário) e, no final de 1998, decidi que queria o jornalismo. Meus pais, novamente, me convenceram a terminar a faculdade de direito e depois fazer outra.

Acontece que eu me formei, entrei numa multinacional para trabalhar com projetos que envolviam cálculos estatísticos, casei, tive filho, e assim fui, cada vez mais, me distanciando da comunicação e do jornalismo.

Felizmente a vida, que é uma caixinha de surpresas (rsrs), decidiu tomar outro rumo. No trabalho fui transferido para o departamento de comunicação e comecei a produzir jornais, revistas, anúncios nos quadros e no sistema de som. Finalmente voltara à comunicação! O casamento não durou muito, e a partir daí decidi voltar para a faculdade e, finalmente, realizar o sonho de efetivar o meu dom, o meu propósito: ser jornalista.

Em 2008 iniciou-se um novo ciclo na minha vida que se encerrou em 2011, com estágios em TVs como Cidade, TV Univap e TV Câmara Jacareí. Cursos de produção e locução para Telejornalismo com o Mestre Celso Cardoso, da TV Gazeta. Inúmeros amigos e companheiros de trabalho.

Antes de ontem foi a minha colação de grau. Meus mestres, sábios mestres, disseram que aquele era o começo de uma nova jornada, e realmente creio nisso.

Ontem fui parabenizado no Facebook com as palavras: “Parabéns, focas!”

Não sei ao certo o “sentido” das entrelinhas dessa frase. Se quiseram me chamar de aprendiz, parabéns, acertaram. Na verdade, confesso que sou e sempre serei um Eterno Aprendiz.’.

Deixe um comentário

Filed under Pessoal

Sindicato alternativo cria curso de jornalismo para não diplomados atuarem na área

Izabela Vasconcelos (Comunique-se)

O Sindicato Nacional de Jornalistas (Sinaj), que filia comunicadores sem formação específica na área, oferece um curso livre de habilitação em jornalismo para os que ingressarem na entidade. De acordo com o presidente da entidade, Fernando Leão, o curso online tem uma carga de 280 horas.

Sindicato_tabajara

Entidade divulga curso para os que querem ter uma nova profissão

Apesar de o sindicato não ser reconhecido pelo Ministério do Trabalho, o presidente diz que o curso abre a possibilidade para uma nova profissão. “Muitos vão procurar MTB sem saber o que é jornalismo e aqui a gente ensina para os que se filiarem”, explica.

Leão argumenta que não há nada de ilegal na iniciativa. “Não estamos fazendo nada de errado. O Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu isso em 2009”.

A entidade existe há dois anos, desde que o STF extinguiu a obrigatoriedade de diploma para o exercício da profissão. Os filiados pagam uma taxa de sindicalização de R$ 180 pela opção semestral ou R$ 300 de taxa anual.

O site da entidade anuncia que os internautas podem ser jornalista sem muita burocracia ou aprendizado técnico sobre a profissão. “Não perca esta oportunidade. Tenha uma nova profissão”, informa.

Deixe um comentário

Filed under Brasil

União das mídias chega ao Congresso; Câmara integra TV, rádio e agência

Radação do Comunique-se

A Secretaria de Comunicação (Secom) da Câmara dos Deputados está integrando a sua estrutura de televisão, rádio, jornal, agência de notícias, divulgação institucional e relações públicas. A informação foi divulgada à imprensa na tarde desta terça-feira (22). A mudança, de acordo com a instituição, busca acompanhar crescente tendência mundial no setor de mídia informativa.

Em palestra na última sexta-feira (18), na primeira de duas conferências sobre o tema em Brasília, a diretora da Secom da Câmara, Sueli Navarro, destacou alguns resultados de pesquisa realizada pelo Newsroom Barometer com mais de 700 editores de jornais em 120 países que trazem o surgimento de uma nova realidade nas redações do mundo todo.

De acordo com o levantamento, 44% dos editores entrevistados informaram, no ano passado, possuir redação multimídia integrada. Em 2008, 83% avaliaram que, no máximo em cinco anos, os jornalistas deverão ser capazes de produzir conteúdos para todas as mídias; e, na pesquisa realizada no mesmo ano, 86% acreditavam que as redações integradas serão a norma do mercado de comunicação jornalística.

Sueli ressaltou alguns pontos, como alinhar orientações sobre coberturas, conteúdos e política de comunicação, evitar duplicidade de processos, racionalizar mão de obra, identificar novos talentos, permitir maior especialização, entre outros.

Também na primeira “Conferência de Integração Secom”, o editor-chefe do diário argentino Clarín, Dario Datri, e o chefe de Jornalismo da BandNews FM, Rodrigo Orengo, trocaram experiências com os jornalistas e outros profissionais de comunicação da Câmara.

Na próxima sexta (25), a segunda conferência será aberta pelo diretor do Innovation International Media Consulting Group, Eduardo Tessler, que fará palestra sobre “O Fascínio do Jornalismo Digital”. E também terá a presença do diretor de Redação de O Globo, AscânioSeleme, e dois profissionais do Grupo RBS, Klécio Santos, editor executivo da sucursal em Brasília, e Cyro Martins, da Rádio Gaúcha.

Deixe um comentário

Filed under Brasil, Cotidiano

Semana Jurídica da Univap

Segue a reportagem que fiz para o Univap Notícias em agosto de 2011.

Deixe um comentário

Filed under Cotidiano