Tag Archives: Brazilian politics

Qual a sua ideologia política?

A Revista Veja, com a ajuda do sociólogo Alberto Almeida, preparou um teste chamado “Politicômetro” que pode auxiliar na análise da sua ideologia política.

Nesse teste é possível verificar a sua posição no quadrante esquerda-direita e liberal-antiliberal. Faça o teste agora mesmo clicando aqui e nos conte se você foi surpreendido com o resultado.

Segundo os jornalistas Gabriel Castro e Laryssa Borges, treze políticos foram convidados a responder as questões do “Politicômetro” e alguns obtiveram resultados curiosos.

O senador Valdir Raupp, presidente do PMDB, foi marcado como liberal de centro-direita no exame. E não gostou: “Eu queria ter ficado mais para a esquerda”, disse. O peemedebista pediu para refazer a avaliação, orientado por um assessor. Dessa vez, saiu-se como centro-esquerdista e ficou satisfeito.

Preocupado com o resultado do próprio teste, outro parlamentar pediu sigilo para fazer uma proposta: só aceitou participar da avaliação sob a condição de que, se fosse taxado como de direita, o resultado não seria publicado. No fim das contas, não precisava temer. Ele é dos centro-esquerdistas.

Há, também, incongruências que mostram a falta de identidade ideológica que atinge as legendas. O deputado Sílvio Costa (PTB-PE), um dos protagonistas da CPI do Cachoeira, embora pertença ao Partido Trabalhista Brasileiro, tem ideias surpreendentes: é a favor, por exemplo, de que benefícios como o 13º salário e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sejam retirados da lei e negociados caso a caso. Ele acredita também que deve haver cobrança de mensalidades em universidades públicas. Apesar disso, não se vê como um liberal de direita. “Defendo o estado mínimo, mas sou de centro-esquerda”, diz.

Outro caso curioso é o do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Foi marcado como um representante da esquerda antiliberal. O deputado é a favor, por exemplo, da aplicação de métodos violentos na tentativa de obter confissões de criminosos. Economicamente, entretanto, está mais perto do PT do que do DEM. “Acho mesmo que o estado tem que gerir a economia”, explica. “Mas costumo me identificar como conservador”.

Para o cientista político David Fleischer, a frouxidão ideológica dos partidos subsiste, em parte, porque o eleitor também não demonstra interesse pela macropolítica. “Alguns partidos políticos tenuamente tentam se filiar a uma ideologia, mas com tantas legendas, essas ideologias não ficam muito evidentes”, diz. “Para a maioria, estar em um partido ou outro não tem a ver com ideologia. E o eleitor também não liga muito para isso na hora do voto”.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Brasil

Voto Consciente!

As eleições municipais deste ano serão no dia 7 de outubro, podendo haver segundo turno no dia 28 em algumas cidades do país.

É importante que você, eleitor, conheça bem os candidatos e escolha o melhor prefeito e vereador para o seu município. Vote de forma consciente e garanta um futuro melhor para as próximas gerações. Para isso, confira algumas dicas importantes:

  • Ficha Limpa

É uma lei de iniciativa popular que torna mais rigorosa a candidatura de políticos condenados pela justiça. Por isso, acompanhe os noticiários para saber se o seu candidato está envolvido em esquemas de corrupção. No site http://divulgacand2012.tse.jus.br, por exemplo, é possível ver os candidatos destas eleições e verificar se a candidatura deles foi deferida ou não.

  • Não se iluda

Não é porque o candidato tem um nome engraçado, se veste legal ou é bonitinho que você deve votar nele. Veja o que ele fez – ou se propõe a fazer – pelo povo.

  • Assista aos debates

Esta é a chance de você avaliar o candidato. É uma entrevista de emprego na qual você é o patrão. Ouça as propostas e perceba se elas têm fundamento.

  • Avalie as propostas

Diferencie propostas e promessas. As propostas têm objetivo e se aplicam a uma área específica. ‘Buscar uma sociedade mais justa’ ou ‘acabar com a miséria’ são promessas vagas e subjetivas.

  • Pesquisas

Não se iluda pelas pesquisas e não vote no candidato que a ‘maioria quer’. Não abra mão de seu candidato por causa das pesquisas.

  • Pós-eleição

Não ‘abandone’ o seu candidato depois das eleições. Procure saber o que ele está fazendo e se está cumprindo o que foi proposto.

Deixe um comentário

Filed under Brasil

As Polêmicas do Prefeito de Taubaté

Roberto Peixoto tem sido alvo de críticas e protestos em Taubaté.

O prefeito é acusado de supostas compras superfaturadas, pela falta de coleta de lixo, falta de estrutura no Pronto-Socorro, alto índice de violência no município, entre outros.

No dia 7 maio um grupo protestou na praça Dom Epaminondas, Taubaté. A mobilização foi agendada a partir da rede social na internet ‘Taubaté de Peixoto’, criado pela ONG Transparência Taubaté, que fez o levantamento das compras e apontou superfaturamento.

Confira abaixo as principais reivindicações:

Ovos de ouro
A prefeitura comprou da Alexandre Carolino uma dúzia de ovos por R$ 78, uma caixa de bombons por R$ 200, uma caixa de chá por R$ 75 e biscoitos por R$ 195, de acordo com dados oficiais. O governo e a empresa afirmam que houve erro de digitação nos dados

Lixo
A falta de coleta é alvo de reclamações. As razões seriam: escassez de funcionários, corte de pagamento de horas extras e sucateamento da frota. A prometida terceirização vai ficar para 2012, devido a falta de orçamento em 2011.

Saúde
Taubaté vive novamente este ano uma epidemia de dengue, com mais de 2.000 casos confirmados da doença. Falta de infraestrutura no Pronto-socorro e atraso no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) também são criticados.

Bom, agora é só esperar pra ver no que vai dar!!!

Deixe um comentário

Filed under Brasil, Cotidiano

Deputado abre mão de verbas parlamentares: “Era excessivo”

Marcela Rocha

Chamado de “demagogo” por alguns colegas, o deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF) resolveu abrir mão dos benefícios e ajudas de custo parlamentar que, para ele, “são desperdício de dinheiro público”. Ainda no começo de fevereiro, ele encaminhou seis ofícios para a Diretoria da Câmara pedindo – em caráter irrevogável – os seguintes itens:

– suspensão do 14º e 15º salários que teria direito a receber;

– redução da verba de gabinete em 20% – passando de R$ 60 mil para R$ 48 mil;

– redução – de 25 para nove – do número de assessores a que teria direito;

– diminuir em mais de 80% a cota interna do gabinete. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600;

– acabar com o seu auxílio moradia, por, segundo descrito no ofício, entender que deputados eleitos pelo Distrito Federal não necessitem do benefício;

– acabar com a cota de passagens, também por ter sido eleito pelo DF.

A assessoria do parlamentar calculou que ele vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões nos quatro anos de mandato. “Defendo a tese de que um mandato pode ser de qualidade, custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. É o que pratiquei enquanto deputado distrital e agora enquanto federal”, afirmou Reguffe a Terra Magazine.

Se os outros 512 deputados fizessem o mesmo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão, ainda segundo cálculos feitos pela equipe do parlamentar. “Consigo fazer todo o meu trabalho e cumprir a minha obrigação para com a sociedade”, afirmou, para depois destacar que com o que recebe consegue manter “assessores de qualidade” em seu gabinete.

– Eu consigo trabalhar bem com essa equipe, consigo ter um mandato bom, que me dê um suporte técnico. No meu gabinete tenho um assessor jurídico, legislativo, de imprensa, chefe de gabinete… – relata.

Para Reguffe, “o montante era excessivo, porque um deputado precisa ter assessores, mas não 25, que acaba parecendo uma estatização de cabos eleitorais”. Questionado se seus colegas de partido pretendiam seguir o mesmo caminho, o parlamentar preferiu não entrar nessa polêmica e se limitou a falar de suas iniciativas.

Apresentados os seis ofícios, alterando o orçamento de seu próprio gabinete, o deputado encaminhou à Mesa Diretora dois projetos que acabariam com o 14º e 15º salários, reduziria a verba de gabinete e o número de assessores de 25 para nove.

“Tudo o que eu proponho tenho que fazer antes no meu gabinete”, diz Reguffe, que rejeita a acusação de demagogia: “Alguns colegas acham que isso é demagogia. Seria demagogia se eu pregasse isso e não fizesse dentro do meu próprio gabinete”. E, irônico, completa: “Bom seria se fossem todos ‘demagogos'”.

Deixe um comentário

Filed under Brasil

O Ministério da Saúde Informa:

1 Comentário

Filed under Brasil, Cotidiano

Brazil is not a serious country / Le Brésil n’est pas um pays sérieux

Charles de Gaulle, French President, said in the 60’s, during a political crisis between Brazil and France, the famous sentence: “Le Brésil n’est pas um pays sérieux” (Brazil is not a serious country).

If you want to understand why, watch the video below about a candidate called “Tiririca” who is running for the Brazilian Chamber of Deputies (Lower House) in 2010.

The video has 4 parts which are translated below.

Part 1: “Hello folks, I’m here to ask for your vote ‘cause I wanna be a deputy… to help the people in need, including my family. Therefore, my number is 2222… if you don’t vote on me, I will DIE” (funny yelling)

Part 2: “I’m Tiririca from TV, I’m a deputy candidate. What does a deputy do? Actually, I don’t know. But, vote on me and I’ll tell you. Vote on Tiririca, it won’t get any worse than it is… Vote 2222 for deputy, ok?” (slang)

Part 3: “I’m Tiririca, a deputy (candidate), my number is 2222. When you type (the number) right there in the voting machine, this guy will appear… and this guy is me… OH, WHAT A HANDSOME CANDIDATE!”

Part 4: “Are you tired of those who cheat (slang)? So vote on Tiririca for deputy. My number is 2222. ‘Cause if you vote on me, I’ll be in Brasilia and I’ll be, actually, doing ‘the thing’ for the life of our Brazil, our life, our moment, our… thing, that we have (completely senseless). For deputy, Tiririca… vote on this stupid one.”

31 comentários

Filed under Brasil